C?o do Dia & Cia

Sorocaba, Domingo, 20 de Agosto de 2017

Aqui todo Pet é especial!
Pet do Dia
Envie a foto de seu Pet
Pet procura Amor e Carinho
Feiras de Animais e Eventos
Sugestões para nomes de filhotes de Cão
Lista de Pet-Shops, Veterinários, Canis, Hoteis para cães, Canis, ONGs e outros
Tire suas dúvidas com os profissionais cadastrados no site
Artigos sobre Animais
Guia de Raças de Cães
Fotos dos Pets Anteriores
Verifique aqui os pets que se perderam de seus donos
Pet a procura de namoro
Classificados de Empregos (Vagas e Candidatos)
Classificados para Compra/Venda/Doações

2017-08-20
Maggy - Cocker Americano  Maggy - Cocker Americano





Nome Maggy
Gênero Fêmea
Idade 5 anos
Raça Cocker Americano
Onde Mora São Paulo
Email N/I
Minha História

Nosso encontro...


Tarde de domingo...
Do nada, você me chamou... fui ao seu encontro, sem rumo, sem endereço e como se já tivesse sido traçado pelo destino, ali estava você.
Seus olhos “falavam” através daqueles cílios enormes que me deixavam hipnotizada.
Foi paixão à primeira vista!
Seus irmãozinhos dormiam tranquilamente na gaiola e só você me esperava acordada.
Juro, ainda duvidei da minha intuição, afinal nada me “faltava”.
FALANDO DE VOCÊ... linda, diferente, como tudo o que é especial, única, um brinquedo com o qual eu adorava brincar nos intervalos desta vida tão séria.
Só se transformava em “animal” para nos defender.
Admirada por sua beleza quase que exótica era muito criticada pela sua eterna antipatia frente ao “desconhecido” (um outro animal, uma pessoa diferente, um barulho anormal, crianças, etc).
Odiava motos e caminhões. Ironia!
FALANDO EM VOCÊ...como tudo o que entra em nossas vidas tem um tempo, você ficou conosco por muito pouco tempo.Não sabemos se pelo tempo predestinado ou se pelo tempo suficiente.
Só sei que não estava preparada para esta despedida.
Amiga e companheira inseparável, teimosa alguma vezes, outras vezes egoísta tal qual uma criança mimada.
Ainda falando em você... agora é uma saudade quase que incontrolável, um vazio sem dimensão, um chamado sem resposta, uma ausência impiedosa, uma incógnita sem solução!
Aos poucos esta saudade irá se dissipar e na memória, infinitas serão as lembranças que me farão recordar você.
Dentre tantas a sua presença tão marcante, seus latidos incontidos, seus olhos fumegantes ao se deparar com tudo aquilo que não lhe agradava, sua curiosidade sempre aguçada tal qual o próprio faro.
COMILONA era o seu sobrenome. Apelidos? Tinha vários: MEGOLINA (quando não ouvia um chamado), BONITA(quando chegava , linda e cheirosa do Pet Shop com os lacinhos coloridos a deixava ainda mais bonita e a deixávamos subir no sofá),CHATA (quando latia para as visitas, para o entregador de gás e água,para o zelador e no trânsito quando ficava extremamente estressada) e FEIA quando fazia coisas erradas como xixi fora do lugar.
Nossas brincadeiras, nossos “papos” na linguagem que só nós duas entendíamos, o carinho mútuo, nossa viagens tão rotineiras, a sua carinha sonolenta e emburrada principalmente quando acordava muito cedo.
Agora, o que eu queria mesmo era estar FALANDO COM VOCÊ... e tenho que me conformar com as desautorizadas recordações irreverentes que teimam em penetrar, sem pedir licença e se “alojar” confortavelmente entre tantos outros pensamentos.
Acredito muito na liberdade após a vida.Penso que a alma se liberta do corpo físico com a morte, como se o corpo fosse a vestimenta dessa alma.
Tenho plena certeza de que todo o ser vivo, ao morrer, se transfere para um outro espaço, em forma de energia, sem definição de espécie alguma, somente energia pura.
Lá não há identidade, cor, sexo, religião, raça, altura, peso, personalidade, etc.etc.etc.
MAGGY – você já faz parte desse espaço e um dia, quem sabe, um novo encontro possa acontecer sem despedida...

Mamãe
Julho/2008