C?o do Dia & Cia

Sorocaba, Sábado, 24 de Junho de 2017

Aqui todo Pet é especial!
Pet do Dia
Envie a foto de seu Pet
Pet procura Amor e Carinho
Feiras de Animais e Eventos
Sugestões para nomes de filhotes de Cão
Lista de Pet-Shops, Veterinários, Canis, Hoteis para cães, Canis, ONGs e outros
Tire suas dúvidas com os profissionais cadastrados no site
Artigos sobre Animais
Guia de Raças de Cães
Fotos dos Pets Anteriores
Verifique aqui os pets que se perderam de seus donos
Pet a procura de namoro
Classificados de Empregos (Vagas e Candidatos)
Classificados para Compra/Venda/Doações

Cão do Dia & Cia . Artigos

Listar todos os artigos
Artigo

Probióticos e suas Ações

Autor/Publicador Biosan Biotecnologia em Saúde Animal
Data 2010-06-23 20:05:34

Probióticos e suas Ações

 

 

Por Marco Antonio Spinardi Jubran*

 

 

PROBIÓTICOS

 

Definição:

 

São chamados de probióticos, os microorganismos (bactérias) que por sua ação no organismo, produzem benefícios ao animal com atuação no sistema digestivo, mais precisamente no intestino, proporcionado maior eficiência digestiva com melhor aproveitamento do alimento ingerido, e combatendo infecções causadas por bactérias gram negativas também presentes na flora intestinal.

 

Mecanismo de ação:

 

Ação Biológica x Saúde Humana:

 

São chamados de PROMOTORES BIOLÓGICOS por beneficiarem o animal, com aumento de produtividade, e agir de forma natural. Desta forma, produzimos alimento de origem animal saudável ao consumo humano, ao contrário dos antibióticos utilizados como promotores de crescimento, que deixam resíduos no produto final e quando ingeridos pelo homem, provocam danos à sua saúde, como o aparecimento de resistência cruzada pelas de bactérias patógenas causadoras de enfermidades.

A Comunidade Européia já adotou como medida que a partir de 2006, a coibição do uso de antibióticos como promotores de crescimento, sendo permitido somente o uso de PROMOTORES BIOLÓGICOS.

 

Maior produtividade:

Estes microrganismos colonizam e regulam a microbiota do intestino, aumentam a atividade enzimática e consequentemente a digestibilidade dos alimentos, inclusive das fibras e aderem à parede intestinal melhorando a absorção dos nutrientes e desta forma promovendo melhora da conversão alimentar, ganho de peso, crescimento e produção leiteira.

 

Prevenção de doenças:

Exclusão competitiva - as bactérias probióticas metabolizam substratos como açúcares, proteínas, vitaminas e aminoácidos, de forma rápida e eficaz, tornando estes nutrientes indisponíveis às bactérias patógenas presentes na flora intestinal, inibindo o crescimento e multiplicação destes agentes causadores de doenças como diarréias, mastites, metrites (inflamação do útero) e outras.

 

Potencializador do sistema imunológico:

Os probióticos aumentam a produção de anticorpos e a atividade fagocitária contra agentes patógenos e também aderem na parede intestinal e impedem a passagem de bactérias prejudiciais oportunistas do interior do intestino para a corrente sanguínea.

 

Recomposição da microbiota intestinal:

Em casos onde já ocorreu uma perda da flora microbiana causada por enterites (diarréias).

Previne efeitos indesejáveis do estresse:

Quando os animais são submetidos a fatores estressantes como transporte, superpopulação, vacinações, mudanças de temperatura, desmame, exposições, competições, entre outros, isto desencadeia um desequilíbrio da flora microbiana intestinal, diminuindo o mecanismo de defesa do animal, e deixando-o susceptível a infecções causadas por bactérias oportunistas presentes no intestino, comprometendo seu crescimento, ganho de peso, produtividade e eficiência reprodutiva.

 

Melhor Condição Ambiental:

Os microorganismos têm a capacidade de transformar a amônia em nitrato, melhorando a consistência das fezes e reduzindo o mau cheiro, fazendo com que diminua a infestação de moscas no local.

 

Atividade antitóxica:

Reduz a formação e absorção de toxinas em casos de intoxicações causadas por ingestões de alimentos deteriorados ou plantas tóxicas, despendendo a energia que seria gasta para desintoxicar com a formação de músculo, gordura, leite, etc...

 

Melhor rendimento de carcaça:

Com a utilização de probióticos, os animais apresentam um aumento da massa muscular e diminuição de gorduras viscerais, que aderem aos órgãos internos como fígado, vesícula biliar, pâncreas, entre outros, melhorando o funcionamento dos mesmos, e proporcionando melhor rendimento de carcaça.

 

PREBIÓTICOS

 

Definição:

 

São ingredientes nutricionais utilizados pelos probióticos para estimular sua atividade de crescimento, proporcionando uma condição favorável à colonização do intestino por estas bactérias benéficas, sendo seu mecanismo de ação, servir basicamente de “alimento” para os probióticos, potencializando e garantindo sua ação biológica.

 

Os produtos que são formulados com probióticos e prebióticos são chamados SIMBIÓTICOS.  

 

 

 

* Marco Antonio Spinardi Jubran é médico veterinário, diretor técnico e proprietário da empresa Biosan Biotecnologia em Saúde Animal.

 

Fonte: Departamento Técnico Biosan Biotecnologia em Saúde Animal – 10/05/2010