C?o do Dia & Cia

Sorocaba, Quinta, 25 de Maio de 2017

Aqui todo Pet é especial!
Pet do Dia
Envie a foto de seu Pet
Pet procura Amor e Carinho
Feiras de Animais e Eventos
Sugestões para nomes de filhotes de Cão
Lista de Pet-Shops, Veterinários, Canis, Hoteis para cães, Canis, ONGs e outros
Tire suas dúvidas com os profissionais cadastrados no site
Artigos sobre Animais
Guia de Raças de Cães
Fotos dos Pets Anteriores
Verifique aqui os pets que se perderam de seus donos
Pet a procura de namoro
Classificados de Empregos (Vagas e Candidatos)
Classificados para Compra/Venda/Doações

Cão do Dia & Cia . Artigos

Listar todos os artigos
Artigo

Perdi meu Melhor Amigo. O que Fazer?

Autor/Publicador Anjos para Adoção
Data 2007-11-08 17:28:13

 Muitas pessoas não querem mais ter um animal de estimação depois que seu melhor amigo partiu.
Elas entram num processo de luto muito severo que muitas vezes leva à depressão: são dias, semanas, meses de muita dor.
É normal que você sinta intensamente a morte de seu melhor amigo e é natural que essa perda cause muito sofrimento. Afinal de contas, você ficou privado daquele ser que lhe dava amor, carinho e o acompanhava em todas horas, a todos os lugares.
É muito difícil preencher um cotidiano que ainda está impregnado com a presença dele ou dela.
Sem todas aquelas horas diárias dedicadas ao amigo, sua vida parece ter ficado vazia e ter perdido o significado.
Muitos de nós já passaram por este período de luto e sabem muito bem a que eu estou me referindo.
Alguns ainda se culpam por não ter feito mais, por não ter dado mais atenção ou ainda ter curtido mais seu amigo que se foi.
Para amenizar nossa dor temos que ter em mente que ele teve uma vida boa e que teve todo cuidado e carinho que merecia e, diferente de outros animais, que são seres tão sofridos, ele foi feliz.
Mas, existe uma maneira ainda muito eficaz de diminuir a dor desta perda e esta maneira é adotar um animal necessitado.
No momento que você salva uma vida e começa a cuidar dela, a química de seu cérebro se modifica e a dor de sua perda é amenizada. A tristeza se mescla a um prazer indescritível de cuidar de um bichinho necessitado e esta, vocês podem acreditar, é a melhor maneira de aplacar sua dor.
Você consegue preencher aquele vazio que seu amigo deixou e preencher de um modo saudável, você se sente útil novamente.
A dor deixa de estar em primeiro plano e vem à tona um sentimento novo que une prazer e satisfação.
Claro que você não estará substituindo seu amigo por outro, nem pense nisto.
A idéia é que você, ao ajudar um ser necessitado esteja prestando uma homenagem, reverenciando o amigo que partiu.
Pense que seu melhor amigo ficaria muito feliz em saber que você está dando a possibilidade de uma vida digna a um ser que não sobreviveria sem esta ajuda.
Ele ficaria satisfeito de saber que seu amor gerou apenas coisas boas e sentimentos nobres, pois você estará se doando novamente e não se recolhendo de forma egoísta.
Seu amigo sentirá orgulho de você.

Maria Augusta Toledo